Muzambinho, 8 de maio de 2024

Acordo da Vale é aprovado e o Deputado Arantes tem participação importante na votação

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Cerca de R$ 1,5 bilhão será distribuído aos 853 municípios mineiros em três parcelas, sendo 40% até 31 de agosto, 30% até 31 de janeiro e outros 30% até 1º de julho de 2022.

        A Assembleia Legislativa (ALMG) aprovou na quarta-feira (14/07/21) o Projeto de Lei 2.508/21, de autoria do Governo do Estado, que trata do acordo feito com a Mineradora Vale como forma de compensação pela tragédia em Brumadinho. O valor total de R$ 37,7 bilhões será usado na construção de hospitais regionais e em obras de infraestrutura. Parte dele, cerca de R$ 1,5 bilhão, será repassado diretamente às prefeituras dos 853 municípios mineiros em três parcelas, sendo a primeira de 40 %, até 31 de agosto; a segunda de 30%, até 31 de janeiro, e a terceira e última de 30%, até 1º de julho de 2022.

        Desde que a proposta chegou à ALMG, o deputado Antonio Carlos Arantes trabalha dia e noite para sua aprovação presidindo reuniões e participando das negociações conduzidas pelo presidente Agostinho Patrus junto ao Tribunal de Justiça, ao Ministério Público estadual e federal, ao Tribunal de Contas e a Defensoria Pública.

        Arantes definiu o momento como histórico: “Defendi desde o início o direito de todos os 853 municípios mineiros serem indenizados pelas perdas e não só aqueles que fazem parte da Bacia do Paraopeba, como estava previsto inicialmente. Graças à nossa intervenção conseguimos mudar isto. Os recursos serão distribuídos a todos os municípios de acordo com o tamanho da população. Temos que ressaltar muito o trabalho e a vontade política do governador Romeu Zema e sua equipe e a união da Assembleia liderada pelo presidente Agostinho Patrus, que também teve papel fundamental, melhorando e aprovando o projeto. Eu, como vice-presidente, fiz a minha parte. Juntos estamos fazendo uma Minas Gerais cada dia melhor”, ressaltou.

 

Guaxupé receberá R$ 5 milhões, Região da Amog terá mais R$ 16 milhões

Com a votação da PEC 68/21 e a aprovação do projeto 2.508/21 ficou determinado quanto cada município receberá. Guaxupé terá em seus cofres o valor de R$ 5 milhões de reais. Já as cidades de Areado, Guaranésia, Monte Santo de Mias, Muzambinho e Nova Resende receberão cada uma R$ 1,5 milhão. Os municípios de Alterosa, Arceburgo, Botelhos, Cabo Verde, Conceição da Aparecida, Jacuí, Juruaia terão em seus cofres R$ 1 milhão cada município, São Pedro da União e Bom Jesus da Penha receberão R$ 750 mil, que podem ser investidos em obras escolhidas pelo Executivo municipal. 

 

(ASCOM)

 

Notícias Recentes