Muzambinho, 24 de julho de 2024

Bolsonaro liberta postos das bandeiras e autoriza venda direta do etanol

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Decisão histórica fere de morte o domínio das distribuidoras/atravessadoras

O presidente Jair Bolsonaro decidiu liberar por medida provisória a venda de combustíveis de outras marcas, nos postos, e também autorizou as usinas fabricantes de etanol a vender seus produtos diretamente a esses pontos de venda, independente da intermediação das distribuidoras.

As distribuidoras de combustíveis, que atuam apenas como atravessadores, aumentando os custos dos combustíveis em até 20%, ganharam esse negócio lucrativo em 2009 da Agência Nacional do Petróleo (ANP), pelo qual todos os produtores de combustíveis são obrigados a entregar seus produtos a essas empresas.

A edição ou assinatura da medida provisória foi realizada nesta quarta-feira (11), vencendo um duradouro domínio das distribuidoras na ANP e e outros órgãos da administração federal. O lobby das distribuidoras bilionárias fez a ANP ignorar por mais de um ano resolução do Conselho Nacional de Política Energética, de junho de 2020, que determinou a liberação de venda de etanol diretamente aos postos.

A MP a ser assinada nesta quarta-feira trata permite que os postos que exibam marca comercial de distribuidoras como BR, Shell, Ipiranga etc, vendam combustíveis de outros fornecedores.

Graças aos combustíveis, cada vez mais caros, a Petrobras lucrou R$42,8 bilhões no segundo trimestre e vai antecipar a distribuição de R$31,6 bilhões em dividendos aos acionistas. Só a União, maior sócio da Petrobras, ficará com R$9 bilhões.

 

(Diário de Poder)

Notícias Recentes