Muzambinho, 22 de maio de 2024

Butantan começa triagem de moradores da microrregião de Guaxupé para testes da Butanvac

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

A equipe do Instituto Butantan começou na manhã da terça-feira, 31 de agosto, a triagem das pessoas que se inscreveram para participar do ensaio clínico da vacina Butanvac, desenvolvida pelo instituto.

Todos os voluntários estão sendo atendidos na Escola Municipal Noêmia Costa Monteiro, antigo Parque Infantil, entre os dias 31/8, 1 e 2 de setembro, das 9 horas até as 18 horas.

Os voluntários devem fazer sua inscrição no site da Prefeitura e devem ter mais de 18 anos, nunca ter tido Covid-19, não ter sido vacinado contra o SARS-CoV-2, não pode estar grávida ou ser lactante e não ser alérgico a ovos e frango.

Todos os voluntários selecionados para a pesquisa serão vacinados contra o SARS-CoV-2, seja com ButanVac, seja com CoronaVac, imunizante do Butantan feito em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac que já está em uso no Brasil.

A vacinação acontecerá na cidade de Ribeirão Preto, na sexta (3/9) e sábado (4/9), sendo que a segunda dose será dada em 2/10. A previsão é que o estudo seja finalizado em 17 semanas.

As cidades que compõem a Microrregião de Saúde de Guaxupé também foram convidadas a fazer parte dos ensaios clínicos da BUTANVAC e, por isso, o prazo para os cadastramentos foi prorrogado até as 17 horas desta terça-feira. Além de Guaxupé, podem se inscreverem moradores de Arceburgo, Cabo Verde, Guaranésia, Juruaia, Monte Belo, Muzambinho e São Pedro da União.

CLIQUE AQUI e faça seu cadastro.

“Essa é uma iniciativa concreta que nós estamos trazendo para Guaxupé. A equipe do Butantan estará disponível a partir de agora para ajudar a trocar experiências com o município e todas as autoridades que puderem nos ajudar nessa batalha contra a Covid-19”, completa o presidente do Butantan.

A decisão de incluir a cidade mineira e a microrregião na pesquisa, que foi iniciada no Hemocentro de Ribeirão Preto, veio após uma solicitação do município.

“Guaxupé poderá participar deste estudo, que é tão importante porque é uma nova vacina, uma vacina muito promissora e que pode de fato fazer diferença a partir do final desse ano, começo do ano que vem”, explica o presidente do Butantan, Dimas Covas.

(Revista Mídia)

Notícias Recentes