Muzambinho, 9 de maio de 2024

Ensino híbrido tem início em Poços de Caldas

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Depois de um ano e meio suspensas, atividades presenciais retornaram na segunda-feira (02/08)

“Pra mim está sendo ótimo. Estava muito ansiosa pra voltar. Estou muito feliz, vou aprender ainda mais. Os protocolos de segurança são os mesmos: máscara, álcool em gel na escola inteira, distanciamento. Pra mim está sendo perfeito”, comemorou a aluna da Escola Municipal Wilson Hedy Molinari, Elizabeth Miguel Santos, de 16 anos. Ela acordou cedo para retomar as atividades presenciais que integram o sistema híbrido da Rede Municipal de Ensino, autorizado a partir desta segunda-feira, 2 de agosto, depois de um ano e meio de suspensão por conta da pandemia da Covid-19.

A Secretária Municipal de Educação, Maria Helena Braga, e o Secretário Municipal de Saúde, Carlos Mosconi, visitaram a escola nesta manhã para acompanhar o retorno das atividades. “Fizemos essa volta com muito critério e com muita segurança para que todos possam trazer aquilo que viveram nesse um ano e meio e para que os professores possam aproveitar toda essa vivência neste semestre letivo”, destaca a Secretária Municipal de Educação, Maria Helena Braga.

As 25 Escolas e 50 Centros de Educação Infantil que integram a Rede Municipal de Ensino de Poços de Caldas se prepararam para atender os protocolos sanitários para a retomada das aulas no sistema híbrido, autorizado pelo Comitê Municipal Extraordinário Covid-19, a partir do dia 2 de agosto.

“Estudei muito todos os protocolos, tanto nacionais quanto internacionais, para que pudéssemos ter uma volta segura. Tivemos todo um preparo, adequações nos banheiros, lixeira com pedal, vaso sanitário com tampas, salas de aula com distanciamento e a demarcação do piso”, informa a diretora da E.M. Wilson Hedy Molinari, Ana Maria Lobo.

Todos os espaços físicos das unidades devem contar com protocolos de saúde e segurança com demarcações, disposições específicas, distanciamento de no mínimo 1,5 m e portas e janelas abertas para priorizar a ventilação natural, entre outras ações.

“Estamos felizes porque estamos vendo o zelo e o cuidado do pessoal da Educação, da direção, dos professores e dos estudantes em seguir os protocolos. Muitos optaram por ficar em casa e outros por voltar e nós vemos a alegria dos que estão voltando, no encontro com os colegas”, ressalta o secretário municipal de Saúde, Carlos Mosconi. “Estamos fazendo essa volta em razão da diminuição dos casos no município, com queda no número de contaminações, de pacientes em casa de quarentena e de pacientes ocupando leitos de UTI, além do avanço da vacinação. Todas essas coisas se somam, mostrando que a doença está em queda, mas é importante chamar a atenção porque a Covid não acabou e os cuidados básicos são fundamentais, como o uso da máscara, do álcool gel e a não aglomeração”, salienta Mosconi.

Retorno gradual
A volta será escalonada, de acordo com o cronograma divulgado pela Secretaria Municipal de Educação, com novas turmas autorizadas a retornar dentro de um período de 15 dias. Na fase 1, de 2 a 13/08, podem retomar as atividades presenciais alunos do Jardim II, 5º ou 4º ano e 9º ano do Ensino Fundamental, 3ª série do Ensino médio e 6º ao 9º ano de Educação de Jovens e Adultos (EJA). O retorno será feito em 6 fases. De acordo com a professora Maria Helena Braga, esta é uma maneira cuidadosa de retorno, pela qual será possível realizar avaliações precisas e periódicas sobre o processo.

“Achei bastante seguro”, avaliou o aluno Victor Hugo, de 16 anos. Além de todo o planejamento nas unidades, a Prefeitura lançou também um portal especial com as informações mais importantes relacionadas às orientações de saúde e segurança (http://voltaasaulas.pocosdecaldas.mg.gov.br), para orientar a comunidade escolar sobre o retorno gradual às atividades presenciais. A participação das famílias e dos estudantes é fundamental neste processo de retorno das aulas, adotando corretamente todos os cuidados necessários relacionados ao enfrentamento da Covid-19.

O ensino híbrido é facultativo. As famílias que ainda não se sentirem seguras podem optar por manter o estudante exclusivamente no ensino remoto. Nesse caso, é obrigatória a continuidade da participação nas aulas remotas e realização das atividades encaminhadas pelos professores nas plataformas digitais, WhatsApp, materiais impressos, entre outros, de modo a cumprir a carga horária curricular obrigatória. Para os estudantes que optarem pelo ensino híbrido, as aulas presenciais terão carga horária reduzida, que deverá ser complementada com atividades remotas.

(Secretaria Municipal de Comunicação Social
Prefeitura de Poços de Caldas)

Notícias Recentes