Muzambinho, 22 de maio de 2024

Estudo mostra que sintomas em crianças duram em média somente uma semana

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Levantamento do Reino Unido sugere que sintomas de longo prazo são raros em crianças e adolescentes

Pesquisadores do King’s College London, do Reino Unido, mostraram que a expressiva parcela de crianças contaminadas pela Covid-19 se recupera em menos de uma semana. O estudo foi publicado na revista The Lancet.

Foram analisados 1.734 pacientes com idades entre 5 e 17 anos que desenvolveram sintomas. Os cientistas contaram com a participação dos pais e cuidadores que catalogaram o quadro de saúde da criança/adolescente acometido pela doença, por meio de um aplicativo de celular, o “Zoe Covid”.

O levantamento concluiu que sintomas duradouros nesta faixa etária são bastante incomuns. De todos pacientes monitorados, somente 77 mantiveram sintomas leves após quatro semanas, como dor de cabeça, fadiga e perda de paladar e olfato.

Do total de pacientes, a fadiga foi a queixa mais comum, em 84% dos casos; seguida por dor de cabeça e perda de paladar, reclamadas por 77,9% dos contaminados.

A pesquisa também mostrou que as idades mais jovens tendem a apresentar sintomas por menor período. Crianças com idades entre 5 e 11 anos desenvolveram, em média, sintomas durante cinco dias; enquanto que as maiores, 12 a 17 anos, sentiram-se sintomáticas por sete dias.

(D.P)

Notícias Recentes