Muzambinho, 8 de maio de 2024

Exposição no Museu traz maquetes de patrimônios culturais de Poços de Caldas

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Iniciativa integra 8ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais
Foi realizada na tarde da quinta-feira (26), durante a solenidade de posse do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Cultural e Turístico de Poços de Caldas (Condephact), a abertura da exposição “Maquetes do Patrimônio Construído – Artesão Adjar Juarez Silva”. A exposição integra a programação da 8ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais.
A exposição é composta por maquetes detalhadas de prédios históricos como o Palace Casino, Prefeitura, Coreto, antigo Mercado Municipal, Casa de Chá do Recanto Japonês e antiga Casa Paroquial, produzidas pelo artesão Adjar Juarez Silva e acompanhadas por informações sobre os bens materiais.
Adjar nasceu em 1953, na cidade de Dores de Campos, Minas Gerais. Mudou-se para Poços de Caldas em 1974. Ele conta que o trabalho com maquetes começou como um hobby há três anos e, no decorrer do tempo, foi aperfeiçoando a arte. Baseando-se em fotos e visitas aos prédios, ele reproduz em madeira os ornamentos e detalhes das edificações históricas mais importantes da cidade.
A exposição é um das cinco ações do município de Poços de Caldas inscritas na 8ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais. “Ao conhecermos as maquetes do Seu Adjar, identificamos de que se tratavam exatamente do que se propõe a jornada: alguém sensível ao patrimônio cultural de Poços de Caldas, que ele registrou com a sua arte, de forma dedicada e apaixonada”, ressalta a coordenadora da Divisão de Patrimônio Construído e Tombamento da Seplan, Lícia Tereza Perote de Almeida.
Outra iniciativa de Poços de Caldas que integra a jornada é o encontro formativo para capacitação dos novos membros do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Cultural e Turístico de Poços de Caldas, que irá apresentar o panorama geral do patrimônio preservado da cidade, além de discussões sobre a gestão patrimonial, politicas municipais de proteção e o planejamento para esta nova gestão de dois anos.
“A 8ª Jornada do Patrimônio mineiro é promovida pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, por meio do IEPHA, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico e também faz parte do ICMS Cultural, que é um programa estadual que envia recursos para os municípios participantes, investidos na manutenção do nosso patrimônio. A Jornada tem como objetivo mobilizar os municípios para a realização de atividades que sensibilizem a sociedade para a promoção, valorização e preservação do patrimônio cultural”, aponta a arquiteta Lícia Perote.
Jornada
Em 2021, o tema da 8ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais é “Caminhos do Patrimônio: contemporaneidade e novos horizontes”, em comemoração ao Dia do Patrimônio Cultural, aos 50 anos do Iepha-MG e aos 25 anos do ICMS Patrimônio Cultural. Nesta edição, a Jornada propõe ações educativas e de difusão do patrimônio cultural que promovam reflexões sobre a trajetória das políticas públicas do patrimônio cultural, novos patrimônios e novas tecnologias e lugares de memória.
A Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais acontece desde 2009, e teve sua inspiração inicial na experiência das Journées duPatrimoine. Criado na França em 1984, o evento se consolidou por marcar, de forma nacional e anualmente, um final de semana de mobilização popular em torno da valorização e preservação do patrimônio francês.
Serviço
Exposição “Maquetes do Patrimônio Construído – Artesão Adjar Juarez Silva”
Data: de 26 de agosto a 19 de setembro
Local: Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas (Rua Padre Henry Mothon, s/n – Centro).
Horários de visitação disponíveis no @museudepocosdecaldas.

(ASCOM)

Notícias Recentes