Muzambinho, 22 de maio de 2024

Ministro do STF manda vasculhar endereços de deputado federal e cantor de 81 anos

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Bolsonaristas são acusados de ‘incitarem a população contra a democracia’

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), voltou a usar seu poder contra ativistas ligados ao presidente Jair Bolsonaro, determinando que a Polícia Federal realize busca e apreensão em endereços de treze investigados.

O deputado federal Otoni de Paula (PSC-J) e o cantor e ex-deputado federal Sérgio Reis, de 81 anos, estão entre os alvos.

O parlamentar divulgou um vídeo, em sua página do Facebook, afirmando não ter medo da tirania, “onde estiver”, e se dirige a Alexandre de Moraes para desabafar: “Que vergonha, ministro!”

Os mandados foram solicitados pela Procuradoria Geral da República, cujo titular, Augusto Aras, tem sido pressionado por políticos de oposição, ministros do STF em guerra contra Bolsonaro e procuradores a se associar a iniciativas contra o governo federal.

O objetivo dos mandados, segundo nota, “é apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes.”

Os mandados estão sendo cumpridos no Distrito Federal, além dos estados de Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Ceará e Paraná.

(Fonte: D.P.)

Notícias Recentes