Muzambinho, 22 de maio de 2024

Rodrigo Pacheco prega respeito à democracia nos 40 anos da fundação do Memorial JK

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (Democratas-MG), reafirmou a importância do respeito à democracia e da busca constante por pacificação entre os Poderes, ao participar, no domingo (12), de solenidade para celebrar os 40 anos de fundação do Memorial JK, em Brasília, e o 119º aniversário de nascimento do ex-presidente da República Juscelino Kubitschek. Em seu discurso, o senador destacou que o político mineiro soube liderar a nação a favor do bem comum, da estabilidade política e do desenvolvimento econômico.

“Celebramos a vida e a obra de quem, ouso dizer, exerceu o mais importante mandato presidencial deste país. Juscelino Kubitschek celebrou nossa diversidade e construiu o que hoje compreendemos como nação, sempre com profundo respeito à Constituição Federal e à democracia. E deixou um importante legado como agente público por meio de seu ânimo conciliador, sua disposição para o diálogo e para composição de forças e perspectivas. Juscelino Kubitschek colocou o Brasil acima de qualquer sentimento pessoal e pôde, assim, liderar um projeto de otimismo e confiança no coração dos brasileiros. Um verdadeiro projeto de país”, frisou Rodrigo Pacheco.

*Pacificação*

O presidente do Senado também afirmou que as manifestações que ocorrem no país, independentemente da data em que são realizadas, são bem-vindas e precisam ser respeitadas, uma vez que esses atos compõem uma democracia viva. Rodrigo Pacheco ainda considerou como uma sinalização positiva a carta à nação divulgada pelo presidente Jair Bolsonaro, na última quinta-feira (9), que versou sobre a importância da harmonia entre os Poderes. Ele disse esperar, e continuará trabalhando, para que essa tônica de conciliação entre os Poderes se concretize de maneira duradoura.

“A vida do país passa por um momento de crise, sobretudo com a iminência de inflação, a realidade do desemprego, da fome e da miséria, de uma crise energética, de uma crise hídrica, que recomendam realmente que se coloquem à mesa qual o planejamento e quais as ações que nós temos para enfrentar esse problema e solucionar o problema dos brasileiros. Portanto, eu acredito muito nessa possibilidade de união nacional em favor do que interessa ao povo brasileiro”, declarou Rodrigo Pacheco.

(Ascom)

Notícias Recentes