Muzambinho, 23 de maio de 2024

Semana da Amamentação em Poços contará com palestras e orientação às famílias

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

O tema deste ano é “Proteger a Amamentação é Responsabilidade de Todos”

Entre os dias 02 e 26 de agosto acontecerão palestras e discussões de forma online e gratuita pelo instagram @espacoprimeiroslacos. Os encontros acontecerão sempre às segundas, quartas e quintas às 19h30.

Um dos temas é “Responsabilidade Empresarial na Promoção da Amamentação”, com a Gerente de Saúde Ocupacional da Alcoa, Lilian Brandão.

Outro tema que geralmente desperta dúvidas é “Baixa produção de leite: essa condição existe?”, que será desenvolvido pela Consultora Internacional de Lactação IBLCE (Conselho Internacional de Avaliação de Consultores em Lactação), Dorise Simão.

A programação contará ainda com depoimentos de pais e mães, relatos importantes sobre suas experiências.

O papel do pediatra na promoção da Golden Hour, ou a Hora de Ouro, ou seja, primeira hora de vida bebê e o estímulo ao aleitamento materno será tema desenvolvido pela médica pediatra, Manoel Borba.

O tema da SMAM – Semana Mundial de Aleitamento Materno deste ano é “Proteger a Amamentação é Responsabilidade de Todos”. Está alinhado com a área temática 2 da campanha WBW-ODS 2030 (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) que destaca os vínculos entre amamentação e sobrevivência, saúde e bem-estar de mulheres, crianças e nações.

Objetivos 2021

1.   Informar pessoas sobre a importância de proteger a amamentação

2.  Apoiar à amamentação como uma responsabilidade vital de saúde pública

3.  Se articular com indivíduos e organizações para maior impacto

4.  Potencializar ações para proteger o aleitamento materno para melhorar a saúde coletiva.

Durante esta Semana Mundial de Aleitamento Materno, a ênfase é lembrar de que proteger o aleitamento materno é uma responsabilidade compartilhada. Informar, enfocar, engajar-se e articular ações para proteger e apoiar o aleitamento materno. Isso ajudará a garantir a sobrevivência, a saúde e o bem-estar das crianças e de suas famílias, fundamental para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com inclusão social.

As taxas globais de aleitamento materno permanecem baixas, com apenas 43% dos recém-nascidos iniciando o aleitamento materno dentro da primeira hora após o parto e 41% dos bebês com menos de seis meses de idade exclusivamente amamentados. Embora 70% das mulheres continuem amamentando por pelo menos um ano, as taxas de aleitamento materno caem para 45% aos dois anos de idade.

A especialista, Dorise Simão reforça a importância de acompanhamento e orientações corretas mesmo durante este período de pandemia. “Consultas, consultorias de retorno ao trabalho, consultas na gestação voltadas ao aleitamento têm acontecido na clínica de maneira individual seguindo todas as normas de prevenção e a programação da SMAM visa levar ainda mais informação às famílias em prol da saúde de mães e bebês”, comentou.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (35) 3715-5401 ou pelo Whatsapp (35) 99986-5217.

 

(ASCOM)

Notícias Recentes