Muzambinho, 12 de julho de 2024

Sicredi das Culturas RS/MG distribui mais de R$ 8 milhões aos seus associados

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Valor será depositado diretamente na conta dos associados na sexta-feira, 21 de maio.

Na sexta-feira, 21 de maio, data em que comemora 96 anos de história, a Sicredi das Culturas RS/MG irá realizar o crédito de mais de R$ 7,23 milhões na conta dos seus associados. O valor é referente à participação dos associados nos resultados que a cooperativa teve em 2020. Ou seja, após serem apurados os resultados e realizadas as destinações legais e estatutárias, a cooperativa divide com seus associados o resultado líquido do exercício 2020. Além do valor de R$ 7,23 milhões, a instituição financeira cooperativa creditou no mês dezembro de 2020, R$ 1,28 milhões em juros pagos ao capital social. Dessa forma, o valor total entregue ao associado da Sicredi das Culturas RS/MG, referente ao exercício de 2020, será de R$ 8,51 milhões.

O volume total do resultado de 2020 ultrapassou os R$ 42 milhões. A Sicredi das Culturas tem hoje mais de 58 mil associados em 13 municípios da região no Rio Grande do Sul e 4 dos 28 municípios do sudoeste de Minas Gerais, somando 41 municípios na área de abrangência. Os ativos administrados por pela instituição financeira cooperativa são de R$ 2,44 bilhões, o patrimônio líquido encerrou o ano de 2020 em mais de R$ 269,3 milhões e as operações de crédito em R$ 1,07 bilhão.

O resultado é dividido entre os associados na proporção dos negócios que ele realiza com a cooperativa durante o ano: 65% do valor é destinado para quem realizou poupança ou depósitos, 20% para aqueles que pagaram juros em operações de crédito e 15% para quem utilizou os demais serviços ou pagou tarifas na cooperativa. O presidente da cooperativa, Antenor José Vione, destaca que “quanto mais o associado realizar suas transações financeiras com o Sicredi, maior será sua participação nos resultados anuais, uma vez que a distribuição dos resultados entre os associados é feita de acordo com o que cada um movimenta com a cooperativa”, complementando ainda que esta agregação de renda é um dos diferenciais das instituições financeiras cooperativas, já que os resultados retornam para os associados ao final de cada exercício.

 

(Assessora de Comunicação e Marketing / Raíza Goi Borba)

Notícias Recentes