Muzambinho, 23 de maio de 2024

Taxa de incidência da Covid-19 cai 9% em Minas e quatro macrorregiões avançam para a onda verde

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Com a evolução da vacinação, solicitações de internações têm queda de 29% no estado

Minas Gerais registou queda de 9% na taxa de incidência da covid-19 na última semana em todo o estado. Com isso, as macrorregiões Centro-Sul, Jequitinhonha, Norte e Oeste avançam para a onda verde, a mais flexível do plano Minas Consciente, criado para promover a retomada segura e gradual da economia. Já a macrorregião Leste do Sul progrediu para a onda amarela.  

Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (29/7) durante reunião do Comitê Extraordinário Covid-19, que se reúne semanalmente para discutir a situação da pandemia no estado. Minas também registrou queda nos números de óbitos e de espera por leitos. A solicitação de internação pela doença caiu 29,59% na última semana. Atualmente, 34 pacientes aguardam vaga para uma UTI para tratamento da covid-19. Este número chegou a ser pelo menos seis vezes maior no início de junho.

O secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, ressaltou que os indicadores têm melhorado devido ao avanço no processo de vacinação, mas lembrou que ainda não é a hora de se descuidar.

“Já ultrapassamos a marca de mais de 13,6 milhões de doses aplicadas. Com o avanço deste processo, temos observado a redução no número de óbitos, casos e, principalmente de internações, aliviando a pressão no sistema de saúde. Isso só comprova a eficácia e a importância da vacina. Temos que ficar atentos ao calendário da vacinação, incluindo a segunda dose, que é muito importante. Também não é a hora relaxarmos em relação aos cuidados. Devemos seguir com o uso de máscara e evitar aglomerações”, alertou o secretário.

Atualmente, a ocupação de leitos exclusivos para covid-19 no estado está em 54,69%, enquanto a ocupação dos de enfermaria está em 79,03%.

Ondas

Com as mudanças aprovadas pelo Comitê nesta quinta-feira, as macrorregiões Centro-Sul, Jequitinhonha, Norte e Oeste passam para a onda verde do plano Minas Consciente, a mais flexível, se juntando às macro Sudeste e Vale do Aço.

Já Leste do Sul progride para a onda amarela. Seguem nesta etapa as macrorregiões Centro, Noroeste, Leste, Sul e Triângulo Norte. Nordeste e Triângulo do Sul permanecem na onda vermelha. As alterações valem a partir do próximo sábado (31/7).

A taxa de positividade da doença também recuou para 21% em todo o estado. Com isso, o número de cidades com menos de 30 mil habitantes que poderão progredir de onda, independentemente da situação em que se encontra a macro ou a microrregião, chegou a 100 nesta semana, registrando o melhor resultado do ano. Estas cidades registraram menos de 50 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Eventos

O Comitê Extraordinário Covid-19 também aprovou nesta quinta-feira a criação de um grupo de trabalho para aperfeiçoamento dos protocolos do Minas Consciente para os setores de Eventos, Cultura e Entretenimento. Os representantes do governo estadual e dos segmentos se reunirão para que sejam discutidas e elaboradas, em 30 dias, novas medidas visando à segurança na retomada das atividades.

 

(Agência Minas)

Notícias Recentes