Muzambinho, 12 de julho de 2024

TCEMG recebe capacitação sobre sistema Gestão de Recursos e Processos

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Até sexta-feira, 21 de junho, o Tribunal de Contas de Minas Gerais (TCEMG) vai receber o treinamento sobre o Gestão de Recursos e Processos (GRP) Minas. A plataforma vai substituir o Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços, o SIAD, criado pela Administração Pública Federal para agilizar e otimizar a gestão. A diretora-geral do TCE Polliane Patrocínio deu as boas-vindas aos participantes e colocou os espaços do Tribunal a disposição de outras instituições públicas para realizar eventos, enquanto a Cidade Administrativa passa por adequações técnicas na estrutura.

Além de participantes do Tribunal de Contas mineiro, o curso está sendo oferecido para seis representantes ligados aos setores de Finanças, Contábeis e de Orçamento da Assembleia Legislativa, do Tribunal de Justiça, do Tribunal de Justiça Militar, do Ministério Público e da Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais. A intermediação com a Secretaria da Fazenda (SEF) e com a Secretaria do Planejamento e Gestão (SEPLAG) foi feita pela Diretoria de Finanças e a Superintendência de Gestão e Finanças do TCEMG.

O objetivo do novo software é ser uma solução única, integrada e padronizada, composta por um conjunto de aplicações e serviços que possibilitem operacionalizar de forma automatizada os processos corporativos da gestão pública do Estado.

Henrique Hermes de Morais, superintendente central de Contadoria Geral, da Secretaria da Fazenda (SEF), explicou que, no primeiro momento, será realizada uma operação assistida para avaliar o funcionamento da nova plataforma e adequar as demandas. A previsão é que até o fim do ano o sistema esteja em pleno funcionamento para iniciar definitivamente no próximo ano, 2025.

A responsável pela área de Negócios da SEF Maria Coeli Diniz alertou que, apesar da alteração na interação dos modos entre os dois sistemas, o modo operacional é semelhante.

Fred La Rocca/ Coordenadoria de Jornalismo e Redação

Fonte: Tribunal de Contas de MG

Notícias Recentes