Muzambinho, 12 de julho de 2024

Brasileiros imunizados: 70 milhões já tomaram as duas doses ou a dose única da vacina Covid-19

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Número representa quase 44% da população adulta do país

 

O Brasil deu outro grande passo neste sábado (11) e registrou mais um avanço rumo ao fim do caráter pandêmico da Covid-19: já são 70 milhões de brasileiros imunizados com as duas doses da vacina ou a dose única. O ritmo acelerado da vacinação, prioridade do Ministério da Saúde, resulta em quase 44% da população maior de 18 anos com o ciclo vacinal completo.

Enquanto a dose dois chega cada vez mais rápido aos brasileiros, de norte a sul do país, a primeira dose também segue em ritmo acelerado, com 136,9 milhões de aplicações, ou seja, mais de 85% da população adulta vacinável recebeu ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19, o que começa a gerar sentimento de segurança, confiança esperança por dias melhores.

Os números são reflexo da ampla adesão da população à Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 e trazem uma situação epidemiológica mais confortável para o país, que tem registrado taxas de ocupação em leitos Covid, de UTI e clínicos, cada vez menores dia após dia. No momento, 23 estados já estão com ocupação abaixo de 50% e dentro dos padrões de normalidade.

Apenas Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul ainda estão na zona de alerta, com taxas de ocupações que variam de 51% a 69%. Na prática, isso quer dizer que a rede de saúde está menos sobrecarregada e com mais leitos disponíveis, o que permite que outros casos não relacionados à Covid-19 possam ser atendidos com mais qualidade, além da retomada segura de cirurgias e procedimentos eletivos.

As médias móveis de casos e óbitos também estão em queda e registraram, nos últimos dois meses, redução de 61% e 60%, respectivamente. “Vamos continuar avançando e contando com apoio de todos. Quando assumi o Ministério da Saúde o objetivo era vacinar um milhão de pessoas por dia, número que estamos atingindo com normalidade. Se continuarmos nesse ritmo será possível vacinar todo público-alvo do país com as duas doses até o mês de outubro”, reforçou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

A chegada regular de vacinas é resultado de uma estratégia diversificada do Ministério da Saúde para a aquisição de imunizantes contra a Covid-19, que existe devido ao investimento realizado pelo Governo Federal na encomenda tecnológica e na transferência de tecnologia entre o laboratório da Astrazeneca e a Fiocruz. Existem ainda acordos diretos com as farmacêuticas Pfizer, Janssen e com o Instituto Butantan.

Desde o fim de março deste ano, o Ministério da Saúde vem registrando recordes no número de vacinação e na quantidade de vacinas distribuídas. No mês de agosto, a pasta bateu outro recorde e distribuiu mais de 60,8 milhões de doses de vacinas para todos os estados e o Distrito Federal. Desde o início da campanha, já foram distribuídas mais de 259,4 milhões de doses das vacinas contra Covid-19.

 

(Gustavo Frasão – Ministério da Saúde)

Notícias Recentes