Muzambinho, 23 de maio de 2024

Escrever para dizer

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Se o caro leitor (ou leitora) acha que a chamada “Revolução da Informação” diminuiu a importância da palavra escrita está equivocado (a). Escrever bem (e de forma especial na empresa) é muito importante. Todavia, é preciso escrever com objetividade e concisão. 

Antes de colocar o lápis ou a caneta no papel, além dos dedos no teclado do computador, é necessário pensar sobre o que se quer dizer; que informação transmitir e que reação o leitor vai ter quando ler.

Saber dizer (tanto de maneira escrita ou mesmo falada) não é o forte do Fernando Henrique Cardoso, o “Príncipe dos Sociólogos” e, tampouco, é o forte do “brilhante empresário” Abílio Diniz: ambos com livros vendendo como chuchu na feira!

“Todas as palavras que for escrever devem conter determinados objetivos. Se puder transmitir o seu ponto de vista em três frases, não escreva três parágrafos ou três páginas para dizer a mesma coisa”. – Ensina o consagrado escritor americano Stephen King.

É preciso evitar a tendência de usar palavras complicadas quando se pode encontrar outras mais simples. – E sempre é possível obter simplicidade na escrita.

Poucas pessoas são capazes de transmitir seus pensamentos (ou argumentos) por escrito logo na primeira tentativa. A melhor maneira é redigir um primeiro rascunho sem muita preocupação com a perfeição. – Depois disso, é bom reler o rascunho e o corrigir em termos de conteúdo, sintaxe gramatical, ortografia e facilidade de leitura.

Acho necessário assumir uma atitude ativa, comprometida e positiva ao escrever. Mesmo ao transmitir más notícias, a redação pode amenizar o clima ao dizer que o tempo bom costuma chegar depois do temporal.

O escritor mineiro Otto Lara Resende dizia que um homem é um homem mais pelas coisas que cala do que pelas coisas que diz.

– Não falta muito para que eu me cale de vez!

 

Paulo Augusto de Podestá Botelho é Professor e Escritor.

E-mail: [email protected]        Site: https//paulobotelhoadm.com.br

 

 

Notícias Recentes