Muzambinho, 22 de maio de 2024

GEADAS: Após mobilização da Frente do Café CDPC aprova crédito de R$ 1,32 bilhão aos cafeicultores

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
IMPRIMIR
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Após um trabalho intenso do deputado federal Emidinho Madeira, presidente da Frente Parlamentar do CAFÉ, juntamente com todos os membros, efeito foi positivo. Na terça-feira (10) o CDPC- Conselho Deliberativo de Política do Café, deu parecer favorável à liberação de R$ 1,32 bilhão do FUNCAFÉ para atender os cafeicultores prejudicados. O deputado fez questão de agradecer a Ministra da Agricultura Tereza e os membros do CDPC. “Convidamos a Ministra da Agricultura Tereza Cristina, a Secretária de Estado da Agricultura, Ana Valentini, o presidente da Emater-MG, Otávio Maia e diversas lideranças do setor que, prontamente, vieram a Alfenas ver de perto a situação dos cafezais logo após a geada do dia 20 de julho. Diante de solicitação da própria Ministra Tereza, sobrevoamos praticamente todas as regiões atingidas e elaboramos relatório para contribuir na tomada das decisões. Uma etapa importante foi vencida. Agora  com os laudos que estão sendo elaborados com o importante apoio técnico da Emater, do próprio MAPA, cooperativas, empresas e entidades ligadas ao setor, acreditamos que o acesso ao crédito está mais próximo de se tornar realidade. Nossos agradecimentos aos membros da Frente do Café e a todos que estão juntos, somando esforços em busca das melhores soluções”, disse o deputado Emidinho Madeira.

No dia 26 de agosto está marcada reunião no  CMN – CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL, para liberação dos recursos aos bancos.

“Como alertamos desde o início, os cafeicultores precisarão dos laudos para obterem o crédito.  Quem ainda não fez procure sua cooperativa, a Emater ou um agrônomo para fazer este laudo bem feito, de forma técnica. O homem do campo sempre foi exemplo de trabalho e perseverança. Com a união de todos vamos superar este momento de dificuldade”, finalizou Emidinho, presidente da Frente do Café.

 

(ASCOM)

 

Notícias Recentes